Home Informações do Governo Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Psiquiatria firmam acordo de cooperação técnica

Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Psiquiatria firmam acordo de cooperação técnica

por Ministério da Saúde

QUALIFICAÇÃO

A iniciativa tem como foco a oferta educacional para a formação e qualificação dos profissionais do SUS, promoção da saúde mental e prevenção de doenças mentais

O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) firmaram acordo de cooperação técnica, publicado no Diário Oficial da União, para desenvolver conteúdo educacional para a formação e qualificação dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), além da promoção da saúde mental e prevenção de doenças mentais, tendo em vista a proteção, saúde e bem-estar da população brasileira.

O acordo firmado já viabilizou uma série de capacitações on-line sobre os Cuidados com a Saúde Mental no contexto da COVID-19. O conteúdo, publicado na página coronavírus do Ministério da Saúde, é voltado tanto para profissionais da saúde, quanto para a população.

No mês de setembro, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS) e ABP promoverão o I Ciclo Itinerante de Promoção e Prevenção em Saúde, com Ações Integradas de Educomunicação para prevenção ao Suicídio e da Automutilação.

Esse primeiro ciclo, por sua vez, integra uma série de Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida, baseadas na Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) e, cujo marco inicial foi o Mentalize: sinal amarelo para atenção à saúde mental, programa exibido esta semana no canal do Ministério no Youtube, abordando temas gerais – Saúde da Criança e do Adolescente, Saúde dos Trabalhadores e Saúde do Idoso – a partir de temas específicos, com o objetivo de orientar, desmistificar e reduzir estigmas sobre doenças mentais, bem como promover a saúde.

Assista aqui o Mentalize

Além da ABP, essa iniciativa também foi desenvolvida em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e Ministério da Educação.

As Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida têm função social e consistem em propor e estimular uma reflexão no espaço de aprendizagem e em comunidade, visando compreender a realidade e identificar cenários, bem como construir e fomentar conhecimento, através de formação voltada às necessidades de saúde da população, envolvendo multiplicadores comprometidos com a prevenção de indicadores negativos e com as práticas em saúde em defesa da vida.

O trabalho terá sequência com a realização, de mais três Ciclos Itinerantes de Promoção e Prevenção em Saúde com Ações Integradas de Educomunicação para prevenção da gravidez na adolescência, prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas e Ética da Vida.

Ministério da Saúde/ NUCOM/SGTES
(61) 3315-3580 / 2351 / 3713

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais