Home Últimas Notícias Flexibilização e relaxamento natural das pessoas impulsionam casos de coronavírus em Belo Horizonte (MG)

Flexibilização e relaxamento natural das pessoas impulsionam casos de coronavírus em Belo Horizonte (MG)

por Redação

Capital de Minas Gerais entra em alerta pouco tempo após a retomada de algumas atividades; especialista projeta retorno de medidas restritivas

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte (MG), a cidade já registra cerca de 5 mil casos de coronavírus e 118 mortes por conta da doença. O número crescente de óbitos diários preocupa os especialistas.

“Um dos fatores é a flexibilização que começou há um mês em BH, naquela época era possível, pois os indicadores estavam estáveis”, explica Estevão Urbano, diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

Outro ponto que impacta na curva ascendente dos casos de Covid-19 na capital mineira envolve o comportamento de parte da população durante a pandemia. “O relaxamento natural das pessoas, que começam a dar festas, churrascos etc, também é um fator relacionado ao crescimento dos óbitos. Estamos discutindo para que tenhamos, nos próximos dias, novas medidas”, finaliza Urbano. De acordo com informações divulgadas pela Secretaria Municipal de Saúde de BH, a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade é de 86%, sendo 85% para as estruturas hospitalares dedicadas apenas ao atendimento de pacientes com coronavírus.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais