Home Avanços Sociedade Brasileira de Infectologia confirma dexametasona como o primeiro tratamento para covid-19

Sociedade Brasileira de Infectologia confirma dexametasona como o primeiro tratamento para covid-19

por Redação

Entidade reconhece que resultado preliminar do estudo da Universidade de Oxford, com antiinflamatório usado em doenças reumatológicas, comprova o impacto na redução de mortes de pacientes com o novo coronavírus

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) confirmou, nesta terça-feira (16/6), via comunicado oficial, a chegada do primeiro tratamento farmacológico para covid-19 com impacto de reduzir a mortalidade do novo coronavírus.  De acordo com a SBI, os resultados do estudo denominado RECOVERY, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, comprovam que a dexametasona – via oral ou endovenosa, administrada uma vez ao dia durante 10 dias – reduz em 33,3% a mortalidade entre os pacientes com covid-19, internados em ventilação mecânica, e em 20% entre os que necessitam de oxigênio fora da UTI.

O comunicado da Sociedade Brasileira de Infectologia traz o seguinte texto sobre conclusão prática do estudo: “Todo paciente com COVID-19 em ventilação mecânica e os que necessitam de oxigênio fora da UTI devem receber dexametasona via oral ou endovenosa 6mg 1x/dia por 10 dias. Medicação barata e de acesso universal”. Ao final, o documento refere-se a 16 de junho de 2020 como um “dia histórico no tratamento da COVID-19”.

“Temos o primeiro tratamento farmacológico para covid que mostrou impacto em reduzir a mortalidade. Finalmente, temos uma ‘boa nova’”, comemora Clovis Arns da Cunha, presidente da Sociedade Brasileira de infectologia (SBI).

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais