Home Avanços ANS inclui seis exames para diagnóstico e tratamento do novo coronavírus

ANS inclui seis exames para diagnóstico e tratamento do novo coronavírus

por Redação

Procedimentos são focados em pacientes mais graves e com quadro suspeito ou confirmado

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu seis novos exames na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde para auxiliar o diagnóstico e tratamento do coronavírus. Os novos métodos buscam ampliar as possibilidades de identificação da doença e seguem as diretrizes do Ministério da Saúde.

Segundo a ANS, os testes podem auxiliar os profissionais de saúde a adotar medidas adequadas e em tempo hábil no combate ao novo coronavírus. Além disso, as incorporações fornecem possibilidades de diagnóstico e acompanhamento de situações clínicas de maior gravidade, como a presença de quadro trombótico ou infecção bacteriana causada pela Covid-19.

Os exames que passam a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde são:

  • Dímero D (dosagem): O procedimento já é de cobertura obrigatória pelos planos de saúde, porém, ainda não era utilizado para casos relacionados à Covid-19. É um exame fundamental para diagnóstico e acompanhamento do quadro trombótico e tem papel importante na avaliação prognóstica na evolução dos pacientes com Covid-19. 
  • Procalcitonina (dosagem): O procedimento é recomendado entre as investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves de Covid-19, auxiliando na distinção entre situações de maior severidade e quadros mais brandos da doença. 
  • Pesquisa rápida para Influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus Influenza A e B: os dois testes são indicados para diagnóstico da Influenza. A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para otimizar o arsenal diagnóstico disponível. A pesquisa rápida é recomendada para investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves. O diagnóstico diferencial é importante, pois a influenza também pode ser causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). 
  • Pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório: São indicados para diagnóstico da infeção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para aprimorar as possibilidades. O teste rápido para o VSR é útil no diagnóstico diferencial de Covid-19 em crianças com infecção viral grave respiratória.

Por Dentro do Coronavírus com informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais