Home Últimas Notícias Taxa de mortalidade em UTIs brasileiras pela COVID-19 é de 66%

Taxa de mortalidade em UTIs brasileiras pela COVID-19 é de 66%

por Redação

Pesquisa do Projeto UTIs Brasileiras avaliou indivíduos internados que necessitaram de ventilação mecânica

Um estudo feito em 13.600 leitos de terapia intensiva, de 450 hospitais públicos e privados brasileiros, mostra que apenas um em cada três pacientes em estado grave pelo coronavírus sobrevive. Os dados são do Projeto UTIs Brasileiras, da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) e do Epimed, especializada em soluções para gestão de informações clínicas e epidemiológicas, e foram coletados entre os dias 1º de março e 15 de maio deste ano.

O perfil da amostra incluiu pacientes internados em UTIs que precisaram de ventilação médica por conta de um quadro grave de coronavírus. Os números mostram que a alta taxa de mortalidade registrada na rede hospitalar do Brasil (66%) está acima de outros países, como Reino Unido (42%) e Holanda (44%). A faixa etária dos internados em UTIs por causa da COVID-19 foi outro ponto avaliado pelo estudo. Os resultados indicaram que 41% desse grupo têm menos de 65 anos. De acordo com especialistas, o uso de tratamentos experimentais sem a devida comprovação científica pode ser um dos fatores para esse alto número de mortes nas UTIs brasileiras por conta do novo coronavírus.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais