Home Avanços A metodologia que pode acelerar em 40 vezes o diagnóstico da COVID-19

A metodologia que pode acelerar em 40 vezes o diagnóstico da COVID-19

por Redação

Pesquisa da Fundação Hemominas mostra que é possível otimizar a realização dos testes

Os pesquisadores da Fundação Hemominas, de Minas Gerais (MG), desenvolveram uma metodologia capaz de ampliar, em até 40 vezes, o número de testes possíveis para o diagnóstico da COVID-19. Os resultados fazem parte de um estudo realizado pela entidade que deve ser divulgado em breve em revistas científicas.

Os testes foram feitos a partir da união de amostras de diversos pacientes com suspeita de coronavírus. O diferencial da técnica é a possibilidade de avaliar todas as amostras de uma única vez, identificando, individualmente, cada caso positivo para a COVID-19.

“O estudo pretende contribuir para ampliar a realização de testes do coronavírus, principalmente para a avaliação epidemiológica da distribuição de casos positivos na população. Isso será possível através de uma metodologia que possibilita acelerar a realização de testes diagnósticos de Covid-19. A utilização desta metodologia também pode ajudar na redução da subnotificação”, explica Júnia Cioffi, presidente da Fundação Hemominas, em entrevista exclusiva ao Por Dentro do Coronavírus.

A implementação da metodologia para auxiliar no diagnóstico dos casos de coronavírus será feita após a Fundação apresentar a pesquisa ao Governo. A metodologia poderá ser adotada pelos laboratórios que tenham a automação necessária, caso da Rede Nacional de Serviços de Hematologia e Hemoterapia (Hemorrede). Desde sete de abril deste ano, os laboratórios da Fundação Hemominas estão credenciados para o processamento dos testes para a COVID-19.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais