Home Informações do Governo Transparência: Saúde lança painel com dados de leitos e equipamentos no país

Transparência: Saúde lança painel com dados de leitos e equipamentos no país

por Ministério da Saúde

CORONAVÍRUS

População poderá acompanhar por meio online a quantidade de insumos disponibilizados em cada estado no enfrentamento do coronavírus

Com o intuito de dar transparência às ações e esforços no combate ao coronavírus no país, o Ministério da Saúde lança, nesta quinta-feira (2), um painel online para acompanhar a quantidade de leitos e insumos, como testes, máscaras, luvas, entre outros, disponibilizados em cada estado. O site tem o objetivo de informar à população tudo o que foi comprado ou doado e distribuído pela pasta para o enfrentamento da pandemia pela Covid-19. Para ter acesso aos dados, basta entrar no endereço saude.gov.br/coronavirus.


Leia também:


“Desde o início das ações de enfrentamento à doença no Brasil, o Ministério da Saúde tem divulgado suas informações de forma transparente. A ferramenta é mais um instrumento para dar cada vez mais visibilidade a todos os passos realizados pela pasta”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O painel foi montado pela equipe do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS e os dados serão atualizados à medida em que os itens são adquiridos e distribuídos pela pasta.

O painel de leitos e insumos traz um mapa interativo no qual disponibiliza os dados por localidade ao passar o cursor do mouse em cima do estado. As informações estão divididas em 9 gráficos: número de leitos locados (alugados), que são os leitos volantes de instalação rápida; leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pertencentes e não pertencentes ao Sistema Único de Saúde (SUS); kits de testes rápidos para o diagnóstico da Covid-19; e insumos como, máscaras, álcool, aventais, luvas, óculos de proteção, sapatilhas e toucas hospitalares. Esses são insumos estratégicos para o enfrentamento dos profissionais de saúde contra o coronavírus.

AQUISIÇÕES DE EQUIPAMENTOS

Até o momento, o Ministério da Saúde repassou 40 milhões de itens a estados e municípios. O volume é suficiente para os estoques locais de cerca de 20 dias, além daquilo que os gestores locais já possuíam. Os materiais são necessários nos serviços de saúde, portanto, é natural que, assim que receba os produtos, eles sejam descentralizados para os estoques regionais.

A pasta mantém esforço constante na aquisição de mais equipamentos e insumos, buscando fornecedores nacionais e internacionais. Nesta semana, fechou uma compra de 200 milhões de itens, o que deve sustentar o sistema por cerca de 60 dias.

Neste cenário de emergência em saúde pública, o Ministério da Saúde tem apoiado os estados e municípios na aquisição e distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) no enfrentamento do coronavírus. Contudo, há uma demanda mundial por conta da pandemia, o que tem trazido escassez e dificuldades na produção e entrega desses insumos no cenário internacional, mesmo após a celebração de contratos.

Por Silvia Pacheco, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3713 / 3580 / 2351

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais